Comparação da Força Isométrica Máxima e Atividade Muscular de Membros Inferiores em Diferentes Posições Articulares de Tornozelo e Joelho na Mesa Flexora

Por: Roberto Aparecido Magalhaes.

37 páginas. 2017 20/07/2017

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi comparar a força isométrica máxima e atividade muscular de membros inferiores em diferentes posições articulares de tornozelo e joelho no aparelho mesa flexora em sujeitos treinados. O protocolo experimental consistiu na realização de três contrações voluntárias máximas isométricas (CVMI) de 5 segundos por 15 segundos de descanso para cada condição experimental, os sujeitos foram avaliados em quatro condições experimentais: (a) flexão de joelhos a 90º com extensão de tornozelo (E90); (b) flexão de joelhos a 90º com flexão completa de tornozelo (F90); (c) extensão completa de joelhos com flexão total de tornozelo (F0); (d) extensão completa de joelhos com extensão completa de tornozelo (E0). As condições experimentais foram aleatorizadas, conduzidas pelo mesmo avaliador e um intervalo de 2 minutos foi dado entre as condições. O entendimento dos efeitos destas variações no desempenho podem fornecer informações importantes para a adequada prescrição do programa de treinamento de força. Sendo assim, o presente estudo possui grande aplicação prática visto que o melhor entendimento dos efeitos na atividade mioelétrica e a capacidade de produção de força durante a realização da flexão de joelhos na mesa flexora, poderá nortear a prescrição do programa de condicionamento físico bem como a reabilitação. Como principais resultados, observou-se maior pico de força em zero graus de flexão do joelho independentemente da posição do tornozelo. As alterações do ângulo de flexão do joelho e tornozelo não influenciaram a atividade mioelétrica da cabeça longa do bíceps femoral. Foi verificada maior atividade mioelétrica do gastrocnêmio lateral na condição com o joelho e tornozelo estendido. O sóleo apresentou maior atividade em flexão do joelho a 90º e tornozelo estendido. Portanto, conclui-se que a execução do exercício de flexão de joelho, utilizando o equipamento mesa flexora, parece ser mais eficaz quando realizado com o tornozelo em máxima extensão.

Endereço: https://www.unimep.br/phpg/bibdig/aluno/visualiza.php?cod=1701

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.