Comparação do Desempenho de Saltos Verticais e Velocidade de Corrida em Indivíduos Não Treinados. Ramon da Silva Lino

Por: Amon Rafael de Carvalho Mol Silva, Bruno Pena Couto, , Márcio Roberto Alves Moreira Silva e Ramon da Silva Lino.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:
O objetivo do estudo foi verificar a relação do desempenho do salto com contramovimento (CMJ) e salto agachado (SJ) com o desempenho do sprint de 0 à 10 metros com saída parada (S0-10mS.P) e sprint de 10 à 30 metros com saída lançada (S10-30mS.L).

Métodos e Resultados:
A amostra foi composta por 55 indivíduos não treinados (25.9 ± 3.3 anos). Foram realizados os testes CMJ, SJ, S0-10mS.P e S10-30mS.L, com intervalo suficiente entre os testes para que houvesse a recuperação completa dos voluntários. Os saltos verticais foram registrados através de uma plataforma de força bipodal (PLA3-1D-7KN/JBA Zb. Staniak®, Polônia, 1000 Hz) e os sprints foram verificados através de um sistema de fotocélulas. Através do coeficiente de correlação de Pearson, verificou-se que o CMJ apresentou correlação baixa com S0-10mS.P e S10-30mS.L (r= -0.01 e r= -0.08 respectivamente). Já o SJ demonstrou correlação moderada com S0-10mS.P e correlação baixa com S10-30mS.L (r= -0.55 e r= 0.02, respectivamente). O nível de significância adotado foi de p= -0.05. Foram considerados os seguintes níveis de correlação: r < 0.5, baixa; > 0.5 à < 0.7, moderada e r > 0.7, elevada.

Conclusão:

Nos testes de sprint de S0-10mS.P e S10-30mS.L e o CMJ, foram identificados valores de correlação baixa entre os desempenhos. Nos desempenhos de S0-10mS.P e SJ, a correlação encontrada foi moderada. Já a correlação dos desempenhos entre S10-30mS.L e SJ se evidenciou baixa.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.