Comparação do Epoc e Gasto Energético de Recuperação Entre Hiit e Aeróbicos Contínuos

Por: Fernando Matzenbacher, Gustavo Henrique Halmenschlager e José Carlos dos Santos Albarello.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.25 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Objetivos:

O presente estudo teve como objetivo comparar o EPOC - consumo excessivo de oxigênio pós-exercício - e o gasto energético na recuperação entre o exercício aeróbico intervalado de alta intensidade (HIIT) e os aeróbicos contínuos em corredores amadores adultos.

Métodos:

Fizeram parte do estudo 10 corredores com idade média de 35,7 ± 5,87 anos, estatura 1,69 ± 0,11 m; massa corporal 74,13 ± 11,26 kg; percentual de gordura 19,31 ± 4,27% e consumo máximo de oxigênio (VO2máx.) de 3,50 ± 0,64 l/kg/min−1. O protocolo de exercício aeróbico contínuo consistiu em 20 minutos de corrida com intensidade de 70-75% FCM. Para HIIT foram realizados dois ciclos de 8 sprints de corrida na maior velocidade possível, com duração de 20 segundos/10 segundos de descanso e três minutos de intervalo entre os ciclos. A amostra realizou os dois protocolos com no mínimo 48 horas e no máximo uma semana de intervalo. Após os protocolos de corrida, observou-se o EPOC através da ergoespirometria e foi analisado o consumo médio entre 25-30 minutos após o exercício. Para o consumo em repouso, utilizou-se o consumo de oxigênio de 9-10 minutos. O estudo possui delineamento experimental do tipo transversal.

Resultados:

Observaram-se um consumo de oxigênio de 0,57 ± 0,29 l/kg/min−1 e um gasto energético de 2,84 ± 1,44 kcal/min para o exercício aeróbico contínuo, já para o HIIT 0,61 ± 0,62 l/kg/min−1 e 3,06 ± 1,10 kcal/min respectivamente (p<0,05).

Conclusão:

Os protocolos realizados não demonstraram diferença estatística significativa em relação ao EPOC e ao gasto energético, porém a realização do HIIT aumentou o metabolismo dos lipídeos para a recuperação do exercício, podendo favorecer o processo de emagrecimento, além de ser necessário um menor tempo para praticar esse modelo de atividade. Nível de evidência I, estudo clínico randomizado.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922019000100020&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.