Comparação Entre as Características Somatotípicas e o Fracionamento da Composição Corporal em Mulheres Praticantes de Academia de Ginástica

Por: D. G. Monteiro e J. F. Filho.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.15 - n.1 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo desta pesquisa foi comparar o somatotipo e o fracionamento da composição corporal em mulheres praticantes de academia de ginástica. A amostra foi composta por 50 mulheres, sendo 38 do grupo treino a média da idade foi de (29,97±7,15), e 12 do grupo controle com idade média de (30,90 ± 6,79). Antes de iniciar o treinamento ambos os grupos foram avaliados e após 3 meses de duração foi feita a reavaliação dos mesmos. O tratamento estatístico utilizados foi a Análise de Variância Fatorial (ANOVA “TWO WAY”), para dois fatores – no caso desta pesquisa - tempo e grupo. O nível de significância adotado foi p<0,05. Embora não tenham ocorrido diferenças significativas entre o somatotipo e o fracionamento da composição corporal em quatro componentes, foi observado que de acordo com a característica da amostra, que apresentou um alto componente Endomorfia, foi possível detectar que o baixo volume, três vezes por semana e o macrociclo de 12 semanas, não foi suficiente para causar alterações na composição corporal e no somatotipo, ficando claro a necessidade de maiores investigações neste campo da atividade nas academias, já que a maioria das pessoas e principalmente as mulheres, vêm em busca da atividade física com objetivos estéticos e emagrecimento

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/734/737

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.