Comparação Entre Diferentes Métodos de Análise do Componente Lento do Consumo de Oxigênio: Uma Abordagem no Domínio Muito Intenso de Exercício

Por: Benedito Sérgio Denadai, Donald M. Santee, Giselle S. Passosi, Marco T. Mello, Marcos G Santana e Sérgio Tufik.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.13 - n.4 - 2007

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi comparar, em domínio muito intenso de exercício, diferentes técnicas utilizadas para medir a amplitude do componente lento (CL) da cinética do consumo de oxigênio. Dez ciclistas treinados, do gênero masculino [média ± DP (idade: 25 ± 3,6 anos, massa corporal: 67,2 ± 4,5kg, altura: 174,8 ± 6,5cm e VO2max: 62,4 ± 3,1ml.kg1.min1)], realizaram duas idênticas transições de carga constante (intensidade de 75%D: 75% da diferença entre o VO2 no limiar de lactato e o VO2max) em dias diferentes. O CL foi calculado a partir de diferentes métodos: (1) modelo biexponencial [VO2(t) = VO2base + A1 (1 e-(t-TA1/t1)) + A2 (1 e(tTA2/t2))], (2) intervalos predeterminados (o DVO26-2: diferença do VO2 entre o segundo e o sexto minuto de exercício e o DVO263: diferença do VO2 entre o terceiro e o sexto minuto de exercício) e (3) diferença entre o VO2 obtido no final do exercício e o valor obtido a partir de um ajuste monoexponencial do "componente primário" (tempo predeterminado de 120s) (CL6"CP"). Todos os métodos foram comparados entre si. Os resultados demonstraram significante subestimação do CL obtido pelo método de intervalos predeterminados (DVO26-2: 432 ± 126ml.min1 e DVO263: 279 ± 88ml.min1) quando comparado com o modelo biexponencial (676 ± 136ml.min1) e ao CL6"CP" [(719 ± 265ml.min1 (p < 0,05)]. Não houve diferenças significativas entre as outras comparações. Os resultados sugerem que a utilização de tempos predeterminados pode subestimar o CL quando comparado com o modelo biexponencial e com o CL6"CP".

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v13n4/06.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.