Comparação Entre Diferentes Métodos Para Estimativa de Gordura Corporal de Ciclistas Brasileiros de Elite

Por: Eduardo Bernardo Sangali, Eduardo Zapaterra Campos, Ismael Forte Freitas Júnior, Pedro Balikian Junior, Robson Chacon Castoldi e Rômulo Araújo Fernandes.

Revista da Educação Física - UEM - v.23 - n.3 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi comparar diferentes métodos de estimativa de gordura corporal em ciclistas de elite. A amostra foi composta por 15 atletas de alto nível, do sexo masculino, com idade média de 28,6 anos. Gordura corporal foi estimada pela equação para espessura de dobras cutâneas (EDC), análise da bioimpedância elétrica (BIA) e absortometria de radiológica de dupla energia (DEXA) (utilizada como referência). O teste t pareado comparou as diferenças entre os métodos e o coeficiente de correlação intraclasse analisou o relacionamento entre os mesmos. Foi observado que os valores do percentual de gordura corporal estimado pela BIA (p= 0,029), mas não o estimado pela EDC (p= 0,094) diferiram das estimativas da DEXA. Dessa maneira, é possível concluir que EDC apresentou estimativas mais próximas aquelas fornecidas pelo DEXA.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/14283/10456

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.