Comparação Entre Dois Métodos Para Determinação de Potência Mecânica em Saltos Verticais

Por: Gabriela Fischer, Jorge Luiz Storniolo e .

Revista da Educação Física - UEM - v.23 - n.2 - 2012

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi comparar valores de potência mecânica de saltos verticais obtidos através do teste de BOSCO (potência teórica, PT) com valores de potência mecânica registrados por uma plataforma de força (potência experimental, PE) e verificar a concordância entre os dois métodos. Onze corredores recreacionais realizaram saltos contínuos máximos durante 60 segundos. Foram utilizados a plataforma de força 3D e o sistema de cinemetria 2D para cálculo da PT e PE, respectivamente. A partir da análise cinemática (Dvideow 5.0) foram obtidos o tempo de voo e o número de saltos. Utilizou-se o teste de Bland e Altman para a análise de concordância entre os métodos. Os valores médios de PT e PE foram de 15,6±2,4 W.kg-1 e 20,8±3,2 W.kg-1, respectivamente, situando-se entre os limites de concordância de ± 2dp. Concluiu-se que a equação de PT é um método conveniente para determinação da potência mecânica durante saltos verticais contínuos.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/15018/9660

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.