Comparação Entre Modelos de Testes Físicos em Função da Massa Corporal e Sexo: Um Estudo com Alunos da Academia de Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul

Por: Alexandre Ortiz Ferreira, Alexandre Velly Nunes, Bianca Miarka, Fábio Angioluci Diniz Campos e Luciane Arias Saldanha.

Conexões - v.8 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo dessa investigação foi verificar a correlação entre os principais testes de força para membros superiores, medidas antropométricas e massa corporal. Realizou-se equações de predição para os testes de barra dinâmica (BD), barra estática (BE) e preensão manual (PM). A amostra foi composta por 150 homens e 94 mulheres. As medidas antropométricas aferidas foram: massa corporal, estatura, perímetros de cintura, quadril, antebraço, braço relaxado e contraído. Os testes neuromotores analisados foram: força de PM; número de flexões BD e quantidade de tempo na BE. Para analise estatística utilizou-se a correlação de Pearson, com (p<0,01) e análise de regressão múltipla. Desenvolveu-se três modelos de predição, um para cada teste de força. Os resultados revelaram uma melhor explicação pelo teste de PM, com 81%, seguido do teste de BD, com 73% e do teste de BE, com 44%. O modelo de preensão manual apresentou melhores valores para predição baseados nessas variáveis.

Endereço: http://fefnet178.fef.unicamp.br/ojs/index.php/fef/article/view/438

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.