Comparação Entre os Ajustes de Curva Exponencial e Polinomial na Determinação do Limiar de Lactato Pelo Método Dmax

Por: Cecília Segabinazi Peserico, Fabiana Andrade Machado, Paulo Victor Mezzaroba, Solange Marta Franzói de Moraes e Wonder Passoni Higino.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.33 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Comparou-se a velocidade de corrida no limiar de lactato (vLL) determinada pelo método Dmax utilizando-se os ajustes de curva exponencial mais constante (vLLexp) e polinomial de terceira ordem (vLLpol). Dezessete corredoras recreacionais realizaram um teste incremental descontínuo em esteira rolante até a exaustão voluntária com coleta de sangue entre os estágios para análise do lactato. A vLLExp (10,9 ± 0,8 km/h) foi estatisticamente diferente (P < 0,05) da vLLPol (10,4 ± 1,1 km/h) utilizando-se o teste t de Student pareado. A correlação entre a vLLExp e a vLLPol foi de r = 0,84. As correlações entre a velocidade pico e as vLL foram r = 0,94 (vLLexp) e r = 0,69 (vLLpol). Foi concluído que a escolha da curva de regressão do lactato sanguíneo influi no valor da vLL, sendo a vLLpol consistentemente inferior à vLLexp.

Endereço: http://rbceonline.org.br/revista/index.php/RBCE/article/view/1010

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.