Comparação Entre a Velocidade de Limiar Anaeróbio e a Velocidade Crítica em Nadadores com Idade de 10 a 15 Anos

Por: Benedito Sérgio Denadai, Camila Coelho Greco e Marta R. Donega.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.11 - n.2 - 1997

Send to Kindle


Resumo

Estudos anteriores têm demonstrado que a velocidade crítica (VC) pode ser um método nãoinvasivo
para estimar a resposta do lactato sangüíneo durante o exercício. Entretanto, a sua validade em
crianças ainda não foi adequadamente verificada. O objetivo deste estudo foi verificar se a VC determinada
de acordo com o protocolo proposto por Wakayoshi, Yoshida, Udo, Kasai, Moritani, Mutoh & Miyashita
(1992), pode ser utilizada como um método não-invasivo para estimar a velocidade correspondente a 4 mM
(limiar anaeróbio - LAn) em crianças que estão sendo iniciadas no treinamento da natação. Participaram do
estudo 18 crianças, que foram divididas em dois grupos: 1o. grupo - 10 a 12 anos e; 2o. grupo - 13 a 15 anos.
Os indivíduos foram submetidos inicialmente a um protocolo para a determinação da velocidade equivalente
a 4 mM de lactato sangüíneo (limiar anaeróbio). Posteriormente, durante as sessões de treinamento, foram
realizados tiros máximos nas distâncias de 50, 100 e 200 metros, para o cálculo da VC. A velocidade (m/s)
de LAn nos dois grupos (0,82 ± 0,09; 0,94 ± 0,12) foi significantemente maior do que a VC (0,78 ± 0,25;
0,90 ± 0,13, respectivamente). Houve correlação entre a velocidade do LAn e a VC para os dois grupos (r =
0,96 e 0,94 respectivamente). A concentração de lactato (mM) correspondente a VC foi de 2,71 ± 1,12 e 2,82
± 0,86, respectivamente para o 1o. e 2o. grupo. Pode-se concluir, a partir dos dados obtidos, que a VC
subestima a intensidade de nado correspondente ao LAn, determinado com concentração fixa de 4 mM de
lactato, em nadadores em fase inicial de treinamento, na faixa etária de 10 a 15 anos. Porém, a VC parece se
aproximar mais da intensidade de “Maximal Lactate Steady State”, já que as concentrações de lactato
encontradas através desta metodologia, foram mais próximas do valor (2,5 mM) proposto por Williams &
Armstrong (1991).

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/v11%20n2%20artigo3.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.