Comparação do Gasto de Energia Entre Autistas e Não-autistas Durante a Prática do Videogame Nintendo Wii

Por: Dannielle Miccinello, Lyssa Morris, Mark Szaroleta, Michelle Blom e Nancy Getchell.

Games for Health Journal - v.1 - n.1 - 2012

Send to Kindle


Sobre a Obra

As taxas de obesidade tendem a aumentar em indivíduos com autismo, fato que ressalta a importância de se encontrar novas formas de engajar esta população em atividades físicas. Nós objetivamos explorar a perda de energia em adolescentes com e sem autismo, enquanto os mesmos praticavam jogos Nintendo, comparando com modalidades mais tradicionais de exercício físico. 

Especificamente, nós queríamos comparar a perda de energia entre as diferentes atividades observando quais conduzem a uma maior quantidade de tempo, classificando de moderada a vigorosa. Dois grupos de adolescentes, 15 com autismo e 15 sem autismo, foram submetidos a 20 minutos de caminhada, corrida e jogos Nintendo Wii Sport, Wii Fit e Dance Dance Revolution (Konami Digital Entertainment, Inc., El Segundo, CA).

Durante cada sessão, a perda de energia era calculada com o uso de um acelerômetro. Os grupos eram comparados utilizando-se múltiplos testes. Ambos os grupos perderam quantidades semelhantes de quilocalorias em todas as atividades, exceto com o Wii Fit, onde o grupo com autismo perdeu significativamente mais quilocalorias. Para este grupo, a perda de energia foi bem melhor na corrida, seguida da caminhada, do Dance Dance Revolution, Wii Fit e Wii Sport. Na caminhada, na corrida e no Dance Dance Revolution, todos tinham pelo menos 75 por cento do tempo total gasto em níveis de intensidade moderada a vigorosa.

Conclusão: Sugerimos sistemas de videogame, tais como Nintendo Wii, como alternativa viável para aumentar a atividade física diária de indivíduos com autismo e ajudar na redução do aumento das taxas de obesidade (Trad. Evandro Júnior)

Endereço: http://online.liebertpub.com/doi/abs/10.1089/g4h.2011.0019

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.