Comparação do índice de Desconforto Sensorial Durante a Estimulação Elétrica Neuromuscular com Correntes Excitomotoras de Baixa e Média Frequência em Mulheres Saudáveis

Por: Richard Eloin Liebano.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.15 - n.1 - 2009

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: A estimulação elétrica neuromuscular é uma estratégia clínica para aumento da performance muscular. Sabe-se que um dos principais fatores limitantes da estimulação elétrica para aumento de força é o desconforto causado pelas correntes utilizadas. OBJETIVO: O objetivo deste estudo foi comparar o nível de desconforto sensorial causado por correntes de baixa e média freqüência na estimulação elétrica neuromuscular do músculo quadríceps femoral. MÉTODOS: Participaram do estudo 45 voluntárias saudáveis com idade entre 18 e 30 anos. Todas as voluntárias foram submetidas à estimulação elétrica com correntes de baixa e média freqüência. A análise do desconforto sensorial foi feita por meio de uma escala visual analógica (EVA). RESULTADOS: Os resultados revelaram um valor médio de 6,1 para o desconforto sensorial na estimulação de baixa freqüência (BF) e de 6,4 para a estimulação de média freqüência (MF), não havendo diferença estatisticamente significante entre elas (p = 0,61). Em relação às intensidades utilizadas, a média foi de 45,64mA para a estimulação de BF e 121,67mA na estimulação com a MF, sendo essa diferença estatisticamente significante (p < 0,0001). CONCLUSÃO: Não houve diferença entre o desconforto sensorial causado por correntes de baixa e média freqüência na estimulação elétrica neuromuscular do músculo quadríceps femoral.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v15n1/11.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.