Comparação do Número de Repetições Máximas Obtidas Durante o Treinamento de Força Realizado com e Sem Vibração Localizada

Por: B. P. Couto, Flávio Márcio Marinho, H. R. Silva e R. N. Costa.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO:
Comparar os efeitos do treinamento de força realizado com Vibração Localizada e sem vibração no número de repetições máximas.

MÉTODOS:
Após realização do teste de uma repetição máxima (1RM), todos os voluntários foram submetidos a dois diferentes protocolos de treinamento de força. O primeiro protocolo foi realizado a partir de 1 série de rosca direta, no equipamento cross over, à 70% de 1RM, com o número máximo de repetições. No segundo protocolo foram utilizadas as mesmas normativas, entretanto, foi aplicada vibração localizada a partir da vibração do cabo do equipamento. O número de repetições máximas obtidas nos dois protocolos foi comparado a partir do Teste T pareado. O nível de significância adotado foi de 0,05.

RESULTADOS:
Não foi encontrada diferença significativa entre o número de repetições máximas obtidas no treinamento de força realizado com vibração localizada (17.0 ± 3.1) e no treinamento sem vibração (17.3 ± 3.0).

CONCLUSÃO:
A aplicação de vibração localizada no exercício de rosca direta, durante o treinamento de força, não altera o número de repetições máximas.

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.