Comparação do Perfil Dermatoglífico e Somatotípico dos Atletas de Voleibol Masculino ,adulto, Juvenil e Infanto-juvenil, de Alto Rendimento no Brasil

Por: Julio Cezar Fidalgo Zary.

174 páginas. 2004

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve por objetivo identificar as características do perfil dermatoglífico e ,somatotípico de atletas de voleibol masculino adulto, juvenil e infanto-juvenil, de alto ,rendimento no Brasil. Ao elaborar este trabalho, considerou-se a como amostra os 12 ,atletas adultos, que disputaram os Jogos Olímpicos de Atenas, os 11 atletas da Seleção ,Brasileira de voleibol juvenil, convocados pela C.B.V. para disputar o Campeonato ,Mundial Juvenil, disputado no Irã, no ano de 2003, e os 14 atletas convocados para ,disputar o Campeonato Sul-americano infanto-juvenil, no ano de 2004. A implicação ,prática na identificação do perfil no Voleibol no Brasil se coadunou com as necessidades dessa modalidade esportiva, pois carecem, em nosso país, informações sobre o atleta ,juvenil de alto rendimento, quanto aos aspectos dermatoglíficos e somatotípicos. O grupo ,foi submetido a uma avaliação para identificação do perfil dermatoglífico, por meio das ,impressões digitais (ID), segundo o protocolo de Cummins & Midlo (1942), e ainda, a ,uma avaliação do somatótipo, pelo método antropométrico de Heath-Carter (1967). Na ,identificação do perfil dermatoglífico, foram elaboradas as características dos modelos das ,Impressões Digitais para atletas de voleibol masculino infanto-juvenil, de alto rendimentoque incluem os índices mais informativos e integrais: D10 = 11,91 ± 3,59; SQTL = 118,9 ,± 43,88; L = 5,90 ± 2,19; W = 3,30 ± 2,61 e A = 0,80 ± 1,47; ou seja, predominância de ,presilha (L) e baixa presença de arco (A). Também ficaram estabelecidos os tipos ,predominantes de fórmula digital: AL = 16,7 %; ALW = 22,2 %; L>W = 38,9 %; W>L = ,11,1 %; 10W = 5,6 % e L=W = 5,6 %. Na identificação do perfil somatotípico, foram ,apresentadas as características do grupo investigado, segundo os três componentes do ,somatótipo de Heath-Carter, quais sejam: endomorfia = 2,4 ± 0,52; mesomorfia = 3,4 ± ,0,77 e ectomorfia = 3,8 ± 0,76. Tais valores caracterizam o grupo investigado como ,mesoectomorfo. Para a equipe juvenil, os índices foram: D10 = 11,91 ± 3,59; SQTL = 116 ,± 44,81; L = 6,82 ± 2,99; W = 2,55 ± 2,95 e A = 0,64 ± 1,50; ou seja, predominância ,também de presilha (L) e baixa presença de arco (A). Ficaram estabelecidos os tipos ,predominantes de fórmula digital: W>L = 27,27 %; L>W = 18,18 %, 10L = 27,27 % e ,ALW = 27,27 %. Na identificação do perfil somatotípico, foram apresentadas as ,características do grupo investigado, segundo os três componentes do somatótipo de ,Heath-Carter, quais sejam: endomorfia = 1,7 ± 0,32; mesomorfia = 3,8 ± 0,86 e ectomorfia ,= 3,9 ± 0,64. Tais valores caracterizam o grupo investigado como mesoectomorfo. Já para na equipe adulta, foram encontrados os seguintes índices: D10 = 13,5 ± 2,88; ,SQTL = 132,08 ± 38,27; L = 5,83 ± 2,21; W = 3,83 ± 2,44 e A = 0,33 ± 0,78; ou sejapredominância de presilha (L) e baixíssima presença de arco (A). Também ficaram ,estabelecidos os tipos predominantes de fórmula digital: W>L = 25 %; L>W = 25 % W = ,L = 25 %, 10L = 8,33 %, ALW = 8,33 e AL = 8,33 %. Na identificação do perfil ,somatotípico, foram apresentadas as características do grupo investigado, segundo os três ,componentes do somatótipo de Heath-Carter, quais sejam: endomorfia = 2,6 ± 0,69; ,mesomorfia = 4,2 ± 1,69 e ectomorfia = 2,6 ± 0,86. Tais valores caracterizam o grupo ,investigado como mesomorfo equilibrado.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2490&listaDetalhes%5B%5D=2490&processar=Processar

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.