Comparação do Perfil Lipídico de Adolescentes com Razão Cintura Para Estatura Elevadas e Normais

Por: Roseane de Fátima Guimarães.

III Congresso de Ciência do Desporto

Send to Kindle


Introdução: A obesidade é um forte fator de riscos metabólicos e está crescendo cada dia mais em crianças e adolescentes, causando sérios problemas à saúde e alterando o perfil lipídico desses indivíduos. Existem vários métodos para avaliar a gordura corporal na região central, como a razão cintura para estatura (RCEst), um importante indicador antropométrico para supervisionar o excesso de peso em adolescentes, que acompanha o crescimento tanto na cintura quanto da estatura, simultaneamente.

Objetivo: Comparar o perfil lipídico de adolescentes do sexo masculino que apresentam valores acima da referência da RCEst com indivíduos com valores normais, da cidade de Curitiba, PR.

 Metodologia: A amostra foi constituída de 30 adolescentes do sexo masculino da cidade de Curitiba, PR. Os participantes foram divididos em dois grupos, de acordo com a classificação da RCEst. Os sujeitos que obtiveram o valor da RCEst menores do que 0,50 foram classificados como G1, enquanto os que apresentaram valores maiores que 0,50 da RCEst foram classificados como G2. A RCEst foi determinada através do quociente do perímetro da cintura (cm) pela estatura (cm). Para aferir a estatura foi utilizado um estadiômetro portátil com capacidade de 220 cm e resolução de 1 mm. O perímetro da cintura foi mensurado por uma fita métrica inelástica com capacidade de 200 cm e resolução de 1 mm. Para determinação do perfil lipídico: Colesterol Total (CT), Colesterol LDL (LDL-c), Colesterol HDL (HDL-c) e Triglicérides (TG) foram coletadas amostras de sangue de cada indivíduo para análise laboratorial. Os valores considerados como desejáveis, segundo a I Diretriz de Prevenção da Aterosclerose na Infância e Adolescência (Sociedade Brasileira de Cardiologia - SBC), são: CT<150mg/dl, LDL-c<100mg/dl, HDLc 45mg/dl e TG<100mg/dl. Para as análises estatísticas utilizou-se estatística descritiva e Teste "t" de student com nível de significância de p<0,05.

 Resultados: Os valores encontrados na análise descritiva estão demonstrados na tabela 1. Tabela 1. Caracterização da amostra dividida em dois grupos segundo a classificação da RCEst. G1 G2 "t" p Idade 13,8 (±2,08) 13,8 (±2,4) -0,045 0,965 RCEst 0,42 (±0,037) 0,54 (±0,046) 7,325 0,0 CT 150,9 (±32,2) 168,6 (±32,8) 1,96 0,07 LDL-c 84,4 (±26,5) 133,9 (±52,4) 3,709 0,002 HDL-c 51,4 (±11,2) 48,8 (±12,7) -0,566 0,581 TRI 67,9 (±28) 119,9 (±88,6) 2,457 0,028

Conclusão: Observou-se que os valores lipídicos encontrados no G1, ou seja, grupo de sujeitos que apresentaram valores normais de classificação da RCEst, foram satisfatórios, quando comparadas aos índices desejáveis sugeridos pela SBC, enquanto que os valores apresentados pelo G2, grupo composto de indivíduos que demonstraram valores maiores que 0,50 da RCEst, estão, em sua maioria, alterados. As diferenças entre os grupos obtidas através do teste "t" de student não foram significativas em todas as variáveis analisadas, porém houve significância estatística para os valores da RCEst e os valores de LDL-c e TRI. Dessa maneira, conclui-se que a RCEst é um excelente método avaliativo, de fácil aplicabilidade e de baixo custo, capaz de discriminar adolescentes que apresentam perfil lipídico com níveis aumentados e indesejáveis, o que pode causar danos à saúde dos mesmos.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.