Comparação da Performance Muscular Isocinética em Atletas Jovens de Badminton de Ambos os Sexos

Por: A. L. Lugnani de Andrade, D. Ide Mascara, E. Aldegheri Paschoal, , M. Soares Conceição, R. Moreira P e V. Bonganha.

Gazzetta Medica Italiana - v.171 - n.5 - 2012

Send to Kindle


Resumo

Objetivo: O objetivo deste estudo é analisar o desempenho muscular de membros inferiores de atletas jovens de elite do Badminton brasileiro, e realizar comparações entre os gêneros nas variáveis: pico de torque (PT), potência máxima (PTM), índice de fadiga (IF) e razão I/Q dos músculos envolvidos na articulação do joelho.

Metodo: Participaram 13 atletas (sexo masculino n=8) e (sexo feminino n=5), com idades entre 14 e 20 anos, saudáveis, pertencentes à categoria junior e adulta, pertencentes a seleção brasileira de Badminton. O desempenho muscular isocinético concêntrico da musculatura flexora e extensora do joelho foi mensurada por meio de dinamômetro isocinético nas velocidades angulares de 60°/s, 180°/s e 240°/s. Results: A comparação dos valores de PT (60º/s), Potencia (180º/s) e IF (240º/s) não mostraram diferenças estatisticamente significantes entre os membros e entre os gêneros. A comparação da razão I/Q entre as três velocidades avaliadas apresentou diferença significante entre a I/Q a 60º/s e 180º/s e 60º/s para 240º/s, em ambos os gêneros.

Conclusão: O presente estudo não encontrou diferenças significantes no desempenho muscular de atletas de Badminton quando comparados os gêneros, bem como não foi encontrada maior propensão à lesões no sexo feminino como sugerido pela literatura.

Endereço: http://www.minervamedica.it/en/journals/gazzetta-medica-italiana/article.php?cod=R22Y2012N05A0621

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.