Comparativo da Avaliação de Ciclo de Vida de Três Calçados Esportivos

Por: Vinicios Meneguzzi Malfatti.

2016 31/03/2016

Send to Kindle


Resumo

A indústria calçadista é uma das mais antigas do mundo e ainda na idade antiga, ou mesmo na pré-história, o ser humano já utilizava formas rudimentares de calçados e eventualmente fazia da confecção desses itens uma forma de negócio. Atualmente é um produto essencial na vida do homem contemporâneo. No ano de 2010 o mundo produziu e comercializou mais de 25 bilhões de pares de calçados, grande parte em países com economia emergente. Frente a esta grande demanda, é crescente a preocupação com os possíveis impactos ambientais. Neste contexto, a metodologias de avaliação de desempenho ambiental podem ser utilizadas pelos desenvolvedores de produtos nas suas escolhas de materiais e processos mais ambientalmente amigáveis, além de motivar o consumidor na compra do produto e servindo como ferramenta de marketing. Portanto, esse trabalho apresenta uma avaliação e comparação do desempenho ambiental da produção de três sistemas de cabedal produzidos a partir de lona de poliuretano, jeans, e lona de jeans reciclado. Todos os sistemas foram avaliados para uso em calçados esportivos a partir da metodologia de avaliação do ciclo de vida (NBR ISO14040 e NBR ISO14044) do berço ao portão, abrangendo a aquisição/produção de matérias primas para os tecidos; produção e beneficiamento dos tecidos; transporte até a empresa; produção do cabedal (corte e costura) e transporte dos resíduos. O método CML 2001 foi utilizado para a avaliação, sendo considerados os impactos: Mudanças climáticas 100a; Potencial de eutrofização; Potencial de acidificação; Ecotoxicidade, humana, terrestre, água potável e marinha. A unidade funcional escolhida foi de 3000 pares de cabedal/ano, referente à produção média anual de cada cabedal pela empresa Villaget, de Novo Hamburgo/RS, onde os dados de produção foram coletados. Simulação de Monte Carlo foi utilizada para acessar a incerteza dos impactos para cada sistema de produto e subsequentemente o teste TukeyHSD com 95% de significância e hipótese nula de igualdade dos impactos ambientais. A queima e a extração de lenha para a produção de Jeans são os processos mais impactantes na produção do cabedal de jeans. A produção de difenilmetilenoisocianato, utilizado na produção de poliuretano, é o principal processo impactante na produção de cabedal de poliuretano. O cabedal a partir da lona reciclada de jeans apresenta como processos mais impactantes os envolvidos na produção de eletricidade. Potencial de eutrofização, ecotoxicidade marinha e de água potável são estatisticamente iguais para os três sistemas de produto. O cabedal de poliuretano teve os piores resultados nos outros impactos, exceto na toxicidade humana em que o Jeans se mostra o pior.

Endereço: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/6844

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.