Competência Motora em Crianças do Ensino Público da Cidade de São Paulo

Por: Alessandro Hervaldo Nicolai Ré, Beatriz de Araujo Antonio, Carlos Bandeira de Mello Monteiro, , Guilherme dos Santos, Maria Teresa Cattuzzo, Mariana Cardoso Tudela e Mellina Maria do Lago Manso Silva.

Revista da Educação Física - UEM - v.29 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar a competência motora em escolares de baixo nível socioeconômico e comparar os resultados entre os sexos e faixas etárias. Participaram 529 crianças entre 3 e 10 anos de idade matriculadas em escolas públicas na região Leste da cidade de São Paulo. A competência motora foi avaliada por meio do Test of Gross Motor Development (TGMD-2) e as análises usaram dados brutos e padronizados (percentis). Foi realizada a comparação do desempenho entre sexos e faixas etárias por meio da análise de variância de 2 fatores e o teste qui-quadrado foi utilizado para comparar a proporção de crianças nos três níveis de classificação (percentil <15, CM muito baixa; 15-30, CM baixa; >30, CM normal). Considerando a classificação original do TGMD-2, 76,4% das meninas e 70,5% dos meninos apresentaram competência motora muito abaixo do esperado para a idade (percentil < 15) e em ambos os sexos houve queda estatisticamente significante nos percentis de classificação nas idades mais avançadas. Esses resultados sugerem que, possivelmente, a qualidade dos estímulos ambientais atualmente disponíveis a essas crianças não seja suficiente para o desenvolvimento da competência motora

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/37259

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.