Competências do Profissional de Educação Física na Atenção Básica à Saúde

Por: Silvano da Silva Coutinho.

206 páginas. 2011 08/11/2011

Send to Kindle


Resumo

No Brasil, a implantação da Estratégia Saúde da Família (ESF) se constitui em um arranjo institucional para implementar a Atenção Básica à Saúde (ABS) como eixo estruturante do Sistema Único de Saúde. Tem como compromisso reorganizar as práticas assistenciais em saúde com vistas a promover a mudança no modelo de assistência à saúde da população. Nesse processo, o Ministério da Saúde, entre outras iniciativas, estabelece a Política Nacional de Promoção da Saúde e define, como um dos seus eixos prioritários, o incentivo às ações de práticas corporais/atividades físicas. Recentemente, também foram criados, os Núcleos de Apoio à Saúde da Família, com a intenção de ampliar a abrangência e o escopo das ações e serviços na ABS, incluindo o profissional de educação física como uma das profissões que deverá atuar junto a uma equipe de saúde interdisciplinar. Recentemente, temos observado inúmeros programas e iniciativas envolvendo a presença do profissional de educação física na ABS, e, portanto, nos mobilizamos a desenvolver esta pesquisa com o objetivo de elaborar e analisar as competências que podem ser requeridas do profissional de educação física no contexto da ABS. Os sujeitos da pesquisa são profissionais de educação física que trabalham em programas de promoção das práticas corporais/atividades físicas, vinculados à rede básica de atenção à saúde do SUS e, também, pesquisadores que estudam o tema educação física e Sistema Único de Saúde. Para coleta dos dados, foi utilizada a técnica Delphi, com organização e tratamento dos dados por meio de análise de conteúdo. Como resultado, foram elaboradas 58 competências, sendo estas organizadas e analisadas em três dimensões, a saber: conhecimentos, habilidades e atitudes, com características pertinentes ao campo da ABS, principalmente ao destacar os seguintes atributos: a integralidade da atenção, considerando a indissociabilidade das ações, promocionais, preventivas, de tratamento e de reabilitação; a continuidade da atenção com articulação intersetorial visando à integralidade dos serviços de saúde e afins; a humanização para o estabelecimento de vínculos, principalmente, por meio da escuta; o trabalho em equipe para a atuação interdisciplinar e a promoção da saúde, voltada também para a emancipação dos sujeitos. Esse conjunto de competências não desconsidera os conhecimentos acumulados e as práticas consagradas da área da educação física, mas nos remetem ao entendimento de que o trabalho em ABS é permeado de complexidades e singularidades que não são habitualmente tão familiares, o que pode "tirar o chão" do profissional de educação física, ao mesmo tempo, que pode se constituir num terreno onde se criarão possibilidades para promover, a partir de esforços acumulados, a produção de novos conhecimentos, habilidades e atitudes.
 

Endereço: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22133/tde-30112011-085206/pt-br.php

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.