Competências e Percepções de Liderança na Gestão do Esporte

Por: A. A. Machado, C. G. Barbosa, G. Bagni, K. G. Morão e R. H. Verzani.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

O conceito de gestão pode ser visto e aplicado em diferentes segmentos ou atividades contemporâneas. No esporte, a aplicação deste termo em instituições e organizações, que atuem com este fenômeno social, pode ser chamada de gestão esportiva. O gestor esportivo é o principal agente transformador e executor de projetos e eventos em uma instituição ou organização esportiva. É relevante analisar suas competências, filosofia de trabalho, processos de liderança e ações objetivas para entender suas particularidades e propiciarmos um leque de estudos para chegarmos à eficácia na gestão de instituições esportivas. Torna-se importante também focar sobre o entendimento dos processos de liderança. Segundo Jesuino (2006) apud Castro (2010), a eficácia organizacional de uma instituição depende de um fator importante e determinante: qualidade dos processos de liderança. Este processo também deve estar ligado à estrutura social em que esta instituição está inserida. Bastos (2004) também colabora com a ideia de que devemos dar mais atenção aos aspectos deste comportamento referente aos profissionais da gestão do esporte. Portanto este trabalho tem como objetivo analisar as competências e percepções de liderança do gestor esportivo. Por se tratar de uma pesquisa qualitativa foi aplicado um formulário de entrevista desenvolvido por Gomes (2007) chamado de Estilos de Liderança e Gestão de Equipes Desportivas (ELGED) com questões abertas que foram analisadas por meio de análise de conteúdo de (FRANCO, 1994). O universo desta pesquisa foram os coordenadores de projetos esportivos das Universidades Federais de Minas Gerais. Portanto, participaram desta pesquisa 10 gestores esportivos (um gestor para cada instituição de ensino). Utilizou-se o método netnográfico (KOZINETS, 1997) para aplicação do instrumento e coleta de dados. Como resultados, identificouse que os gestores reconhecem como principais competências e características para os profissionais da área a busca pelo trabalho coletivo, liderança, ser comunicativo, ter formação continuada e persuasão diante de conflitos. Já com relação às percepções e estilos de liderança de um gestor esportivo foram relacionados os seguintes fatores: ser democrático e aplicar a liderança compartilhada. Podemos concluir que as respostas dos gestores vêm de encontro e reforça as teorias mais recentes sobre liderança de equipes (Liderança Compartilhada) de Carson et al., 2007) e aumenta a quebra de paradigmas quanto as teorias mais tradicionais mais centralizadoras. Notou-se que todos os termos foram relacionados a trabalhar em equipe de forma compartilhada e democrática. Estes fatores, portanto, são aspectos que podem fazer diferença para se alcançar eficiência na gestão do esporte.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.