Competências Profissionais em Educação Física : Visão dos Estudantes-estagiários das Universidades Estaduais do Paraná

Por: Daniela Mitsuyo Nakano.

2016 28/07/2016

Send to Kindle


Resumo

A partir da Resolução CNE/CES 07/2004, a formação inicial em Educação Física Bacharelado passa a ser ofertada como novo curso, com a finalidade atuar na área da orientação e prescrição de exercícios físicos fora do contexto escolar. A formação inicial desse profissional é pautada nas competências profissionais para realização de uma intervenção adequada nesse novo cenário. Assim, o objetivo do estudo foi analisar o nível de importância atribuída às competências profissionais por estudantes-estagiários de cursos de bacharelado em Educação Física das universidades estaduais do Paraná. A amostra foi composta no primeiro momento por 190 estudantes-estagiários e no segundo momento por 133 discentes, que realizavam o Estágio Profissional Curricular durante o ano letivo de 2015. A metodologia adotada foi método Delphi, no qual o 1° round realizou-se a aplicação de um questionário aberto, sendo que na analise de dados empregada nesse momento foi a análise de conteúdo das respostas. Para o 2° round foi aplicado um questionário fechado construído por meio dos itens identificados no 1° round. Para esta etapa foi utilizado análise descritiva, na qual foi calculada média, mediana, moda, desvio padrão, intervalo interquartil, máximo e mínimo de cada indicador para determinar a aceitação dos itens. Após essa etapa realizou-se a comparação dos indicadores da competência profissional com os aspectos sóciodemográficos dos participantes, para essa análise foram aplicados os testes Prova U de Mann Whitney e Kruskal Wallis. O nível de significância adotado no estudo foi de 95,0% (p<0,05). Destaca-se que as análises foram realizadas no programa estatístico SPSS versão 20.0. Os resultados evidenciaram que os indicadores que abordam os aspectos sobre habilidades, conhecimentos e atitudes foram confirmados pelos estudantes, sendo que das 71 competências iniciais evidenciadas do 1° round, 63 competências foram confirmadas no 2° round (18 indicadores sobre conhecimentos, 26 indicadores sobre habilidades e 19 indicadores sobre atitudes) e consideradas importantes para atuação profissional. Ressalta-se que os estudantes-estagiários mais jovens demonstraram concordância sobre um maior número de competências se comparado com o grupo de estudantes-estagiários mais velhos. Já os estudantes-estagiários com experiência no estágio não obrigatório concordaram sobre a importância de um maior número de competências que aqueles que não tinham experiência. Os homens atribuíram grande importância a uma competência enquanto as mulheres não. Conclui se que os indicadores apontados pelos estudantes-estagiários são competências relevantes para atuação do bacharel em Educação Física, sendo possível construir uma matriz de análise.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000207935

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.