Competitividade e Performance Esportiva em Tenistas Profissionais

Por: José Geraldo Massucato e Saul Sebastian Orozco Gallegos.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.16 - n.2 - 2002

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho pesquisou as influências da competitividade na performance esportiva individual em
24 tenistas profissionais brasileiros. A tendência comportamental (competidores, determinados e vitoriosos)
entre atletas foi identificada através do Questionário de Orientação Esportiva (SOQ) formulado por Gill e
Deeter (1988) e as coletas foram realizadas após jogos. A performance foi representada por pontos no
“ranking” de entrada da Associação de Tenistas Profissionais (ATP). O levantamento da influência dos
comportamentos competitivos na performance esportiva dos tenistas foi realizado através de análise estatística
utilizando o método de parecença (Bussab, Miazaky & Andrade, 1990). Os resultados encontrados indicam
que a tendência ao comportamento determinado tem uma leve preferência entre os tenistas. Já o
comportamento que apresenta uma performance superior não acentuada é obtido por tenistas com tendência
ao comportamento competidor. Entretanto, a conclusão não fica limitada à indicação de um comportamento
com melhor performance, e sim, que é possível orientar e obter tenistas bem-sucedidos nos três
comportamentos estudados.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/v16%20n2%20artigo3.pdf

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.