Comportamento da Ativação dos Musculos: Reto Femoral, Vasto Lateral e Vasto Medial Durante a Realização do Movimento de Extensão do Joelho

Por: Elaine Cristina Simões.

2004 27/02/2004

Send to Kindle


Resumo

Os estudos eletromiográficos têm se constituído numa fonte de consulta da ação muscular em diferenciadas situações, sendo utilizado para conhecer a atividade elétrica produzida quando as unidades motoras são ativadas. Contrações musculares repetidas podem levar a uma incapacidade de produção ou manutenção da força. Atribui-se a esse fenômeno "fadiga muscular". Há vários mecanismos envolvidos neste processo, bem como alguns fatores que interferem diretamente, como por exemplo, a intensidade, duração do exercício e a musculatura envolvida. O objetivo deste estudo foi analisar a atividade eletromiográfica dos músculos Reto Femoral, Vasto Lateral e Vasto Media! Durante as ações concêntricas e excêntricas do movimento de extensão do joelho realizados em mesa extensora (Romana). Participaram do experimento 10 atletas de futebol das categorias Juvenil e Juniores, na faixa etária entre 17 e 19. Para a captação dos sinais eletromiográficos foram utilizados eletrodos de superficie descartáveis. Inicialmente foi realizada uma máxima contração voluntária isométrica de 15 segundos (MCVI-1). Posteriormente foram realizadas quatro séries de movimentos com 80% da carga máxima individual, obtida através de teste de carga máxima. Para estas séries foi determinado o tempo de 60 segundos e 12 repetições em cada série. Ao término das séries foi novamente realizada uma máxima contração isométrica (MCVI-2). Os resultados obtidos foram agrupados em valores de média e desvio-padrão. Para o tratamento estatístico empregou-se a análise de variância (ANOV A) com medidas repetidas seguido por teste de Tukey. O nível de significância foi estabelecido 5% (p<0.05). Os resultados demonstraram que os músculos estudados apresentaram potenciais de ação em todos os movimentos analisados, sendo maiores nas máximas contrações voluntárias isométricas (MCVI-1 e MCVI-2). Os potenciais de ação demonstraram que os músculos entraram em processo de fadiga a partir da terceira série de movimento. Entretanto, tendo em vista a pausa entre a terceira e a quarta série os sujeitos conseguiram iniciar a quarta série, porém não conseguiram chegar ao término do tempo previsto em 60 segundos 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000321358&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.