Comportamento da Pressão Arterial em Homens Pré-hipertensos Participantes em Um Programa Regular de Natação

Por: Ana Maria Botelho Teixeira, , Jairo Eleotério da Silva e Luis Manuel Pinto Lopes Rama.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.21 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo

Introdução: A natação tem sido recomendada como tipo de atividade física para a prevenção, tratamento e controle da hipertensão arterial. Objetivo: Analisar os efeitos da prática regular de natação sobre a pressão arterial de adultos pré-hipertensos. Métodos: A amostra foi composta por 36 homens pré-hipertensos divididos em dois grupos: Experimental - GE (n=24, 40,60±9,36 anos) e Controle - GC (n=12, 40,57±8,05 anos). O GE realizou um programa regular de natação, com três sessões semanais de 45 min, durante 12 semanas, enquanto o GC não alterou seus hábitos alimentares e permaneceu sem praticar atividade física no período. O procedimento estatístico utilizado para verificar as diferenças entre as médias antes e depois de 12 semanas do programa regular de natação foi o teste tde Student. O estudo admitiu o nível de p < 0.05 para a significância estatística. Resultados: O grupo GE apresentou diferenças estatisticamente significativas nas variáveis analisadas quando comparadas com o GC, tanto na pressão arterial sistólica, PAS (Δ = - 5,89 mmHg, p = 0,00), como na pressão arterial diastólica, PAD (Δ = - 5,15mmHg, p = 0,00). Conclusão: Os resultados mostram que um programa regular de natação provoca reduções significativas na pressão arterial em repouso em homens pré-hipertensos.
 

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922016000200097&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.