Comportamento dos Indicadores Biomecânicos de Desempenho da Virada na Natação com Diferentes Tipos de Feedback

Por: Alessandro Haupenthal, Elinai dos Santos Freitas, Gustavo Ricardo Schutz, Helio Roesler e .

Cinergis - v.9 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

Na busca por uma melhora significativa no desempenho de nadadores, pesquisadores vêm desenvolvendo e aprimorando procedimentos para avaliar fundamentos como a virada. Este trabalho objetivou verificar o efeito do feedback extrínseco nos indicadores biomecânicos de desempenho da virada no nado crawl. Após o pré-teste, 14 nadadores receberam alternadamente dois tipos de feedback: a) Conhecimento de resultados (CR): composto pelas variáveis biomecânicas Tempo de Virada (TV10m), Pico de Força (PFn), Tempo de Contato (TC) e Impulso (Imp); b) Conhecimento de Performance (CP): por meio de análises qualitativas; sendo CR na primeira sessão e CP na segunda e assim sucessivamente até a sexta sessão (freqüência relativa de feedback de 60%) e um teste de transferência uma semana após o pós-teste. Para os indicadores biomecânicos de desempenho, o TV10m aumentou no pós-teste em relação a condição inicial. Entretanto, nas sessões 1e 3, verificou-se uma redução significativa, sendo nestas sessões enfatizado que maiores PFn com menos TC, resultam em viradas mais rápidas. Melhoras foram verificadas no teste de transferência caracterizando mudança no comportamento proporcionada por meio do feedback extrínseco. Os nadadores conseguiram reproduzir maiores PFn em menores TC, como observado na sessão 5 e no teste de transferência. Já o impulso não demonstrou ser uma informação eficiente. Pode-se supor que as informações verbais e a visualização das viradas, orientaram os indivíduos a alterarem características pessoais do movimento de virada e associados a um maior tempo de prática, poderão ter o reflexo no seu desempenho.

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/788

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.