Comportamento Glicêmico Após Exercícios Intermitentes em Diabéticos Tipo 1: Uma Revisão Sistemática

Por: Juliana Pereira Decimo, Luís Paulo Gomes Mascarenhas, Neiva Leite, Suzana Nesi França, Valderi Abreu de Lima e William Cordeiro Souza.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.25 - n.2 - 2017

Send to Kindle


Resumo

A presente revisão sistemática busca evidências sobre o efeito agudo da realização de exercícios intermitentes na resposta glicêmica de pessoas com diabetes tipo 1. Métodos: realizaram-se buscas nas bases de dados eletrônicas: Pubmed e Medline. Foram utilizados os seguintes descritores em português e Inglês: Intermittent exercises, interval exercises, intermittent high intensity e diabetes type 1. Foram encontrados 2166 artigos com os descritores mencionados, destes após processo de seleção ficaram 13 artigos para a leitura na integra aonde 06 foram excluídos, assim ao final 07 artigos contemplaram todos os critérios de inclusão e exclusão. O levantamento de dados restringiu-se a pesquisas realizadas com seres humanos de ambos os gêneros nos últimos 10 anos (2005 a 2015). Resultados: observou-se que com a prática de 20 a 60 minutos de exercícios com sprints máximos intermitentes (variação entre 4 a 30 sprints, tempo de duração 4 a 15 segundos), intervalados com períodos de recuperação passivo ou recuperação ativa de intensidade moderada (40% VO²máx e 50% VO²pico), o que se pode esperar é uma queda glicêmica entre 36 + 14.4mg/dl a 90 + 9mg/dl com valores percentuais entre 18,18% a 54,05%. Conclusão: segundo os estudos analisados o exercício intermitente favorece a um menor risco de hipoglicemias agudas induzidas pelo exercício.

Endereço: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/6177

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.