Comportamento Normatizado Versus Comportamento Efetivo na Prática do Fair Play Entre Jovens Escolares de Quintino, Rio de Janeiro

Por: e .

160 páginas. 2002

Send to Kindle


Resumo

As tendências da pesquisa na área do Olimpismo e "fair play" apontam para a necessidade de investigação locais com vistas a um melhor entendimento de suas aplicações práticas. As pesquisas, ainda poucas no Brasil, apontam para a necessidade de investigação do "fair play" na prática do jogo. Neste sentido, parece importante que as investigações confrontem a prática do "fair play" com seus padrões teóricos estabelecidos. O objetivo deste estudo foi de comparar o comportamento normatizado, por padrões teóricos do "fair play", com o comportamento efetivo, observado na prática do jogo, entre jovens escolares de Quintino, Rio de Janeiro. O teste-t de Student foi utilizado para analisar as comparações. Utilizou-se como referencial teórico do "fair-play" a ser testado, entre trinta jovens escolares, a Carta sobre o Espírito Esportivo, do Município de Oeiras, Portugal. Esta Carta utilizada como um instrumento pedagógico em programas esportivos, em Portugal, apresenta cinco manifestações do "fair-play": respeito pelas regras; respeito pelos árbitros e aceitação de suas decisões; respeito pelo adversário; desejo de igualdade; ser digno, que foram redefinidas em dez categorias, mais específicas para efeito de análise. Estas manifestações e categorias de "fair-play" serviram como referência para as discussões do assunto. A Carta foi transformada num primeiro questionário e serviu como a base para a construção de um segundo questionário de situações simuladas de jogo. Os jovens escolares foram observados na prática do jogo competitivo de handebol, quando foram registrados os comportamentos "contra" e "a favor" do "fair-play". Após este estágio foi aplicada uma entrevista com os jovens escolares, em que foram detectados fatores externos à prática que foge aos padrões teóricos do "fair-play" e que contribuem no entendimento deste fenômeno, dentro de um contexto cultural específico. Os resultados encontrados demonstraram que o comportamento dos jovens escolares na prática do jogo, por vezes, não se coadunou com o discurso apresentado nos questionários e fatores externos à prática detectados apontaram a importância de abordagens pedagógicas não-verbais no ensino da Educação Física e Esportes quando no propósito de inserir no processo de ensino-aprendizagem os valores do "fair-play" de modo a considerar no local da intervenção as diferenças multiculturais face aos padrões universais desses valores.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=605&listaDetalhes%5B%5D=605&processar=Processar

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.