Comportamento Sedentário em Estudantes Universitários

Por: Aline Barbosa, Camilo Lourenço, , Silvio Fonseca e Thiago Sousa.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.21 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do estudo foi descrever a prevalência e os fatores associados ao comportamento sedentário (CS) entre estudantes de uma universidade do estado da Bahia. A amostra de 1.243 indivíduos foi representativa dos estudantes de uma universidade do estado da Bahia (2012). A distribuição da amostra considerou a proporcionalidade dos cursos, período de estudo e anos de ingresso na universidade. As variáveis dependentes foram o uso de computador para estudos e lazer; assistir televisão; uso de videogame e o tempo de tela. Considerou-se como critério de risco para cada uma dessas variáveis tempo ≥2 horas. As variáveis independentes foram os indicadores sociodemográficos; de vínculo com a universidade; atividade física no lazer; índice de massa corporal e autopercepção de sono. A medida de associação adotada foi a Odds Ratio, utilizando-se da Regressão Logística binária. A prevalência geral de uso de computador foi de 56,1%, para assistir televisão foi 30,3%, para o uso de videogame foi de 3,8% e para o tempo de tela foi de 83,7%. Apresentaram menores chances de exposição aos CS: as mulheres, estudantes de menor faixa etária, com parceiro, do período noturno e os não praticantes de atividade física no lazer; e mais expostos os de maior tempo de ingresso na universidade. A prevalência de exposição ao CS foi elevada e mais discriminante com o passar dos anos de exposição à universidade.

Endereço: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/RBAFS/article/view/6771

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.