Comportamentos Sedentários e Desfechos Psicológicos em Idosos: Uma Revisão Sistemática

Por: André Ramalho, António Fernando Boleto Rosado e João Petrica.

Motricidade - v.14 - n.2 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Esta revisão sistemática teve como objetivo sintetizar as evidências científicas sobre a relação entre comportamentos sedentários e vários desfechos psicológicos em idosos. As pesquisas do estudo foram realizadas nas seguintes bases de dados: PubMed, PsycINFO, ISI Web of Knowledge e ScienceDirect. Selecionamos 15 estudos quantitativos observacionais de acordo com critérios específicos de elegibilidade. A extração de dados foi realizada de forma independente por diferentes autores, incluindo a avaliação do risco de viés dos estudos e a classificação da força de evidência. Os resultados mostraram uma tendência de não demonstrar associações entre os comportamentos sedentários, o bem-estar e a qualidade de vida dos idosos. Em relação à satisfação com a vida e ao estresse percebido, parece que as atividades sedentárias ativas têm efeitos positivos sobre esses indicadores. Evidências também sugeriram que alguns comportamentos sedentários podem ajudar a manter algumas funções cognitivas na população idosa, ou seja, em diferentes tipos de memória. Em outros estudos, demonstrou-se uma tendência de que muito tempo em atividades sedentárias passivas tenha sido associado à sintomatologia depressiva. No entanto, esta revisão sugeriu que as evidências ainda não são consistentes na relação entre os comportamentos sedentários dos idosos e os indicadores analisados, sendo necessárias mais pesquisas.

Endereço: https://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/12223

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.