Composição Corporal e Consumo Alimentar de Adolescentes da Rede Pública de Ensino de Blumenau (brasil).

Por: Anderson Zampier Ulbrich, Graciella Chiarelli e Renata Labronici Bertin.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.13 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Caracterizar a composição corporal e o consumo alimentar, em adolescentes da rede pública da cidade de Blumenau, SC. Foi realizado cálculo amostral, selecionou-se aleatoriamente e não probabilística 268 indivíduos entre 12 a 16 anos da Cidade de Blumenau, SC. As medidas antropométricas coletadas foram: massa corporal, estatura, perímetro da cintura, dobras cutâneas, a fim de estimar o estado nutricional e a composição corporal. O consumo alimentar foi obtido pelo Questionário de Frequência de Consumo Alimentar. Foi utilizada análise descritiva, de frequência e teste t de Student, com p<0,05. A amostra apresentou 57% de indivíduos eutróficos, desses, 38% apresentaram percentual de gordura adequado. A dieta caracterizou-se por um consumo energético elevado (>2493,5 kcal) com distribuição de macronutrientes de acordo com as recomendações, porém, 84% dos adolescentes consumiam ácidos graxos saturados em excesso (>10%) e, 46% consumo excessivo de colesterol (>300mg/dia). Referente às recomendações dos micronutrientes, somente o cálcio para as meninas se mostrou abaixo dos valores sugeridos. Comparando o consumo alimentar entre os sexos, verificou-se diferença para: proteína (t = 2, 234; p<0,026); vitamina C (t=2, 128; p<0, 034); ferro (t=2, 654; p<0, 008); cálcio (t=2, 239; p<0, 026). Os achados evidenciam a necessidade de conhecer e avaliar o tipo de alimentação feita pelos adolescentes, a fim de elaborar estratégias de intervenção.


 

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2011v13n4p265

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.