Composição Corporal Funcional: Breve Revisão

Por: Ana Claudia Rossini Venturini, Anderson Santos Carvalho, Dalmo Roberto Lopes Machado, Pablo Dogomar Llanes Leites, Pedro Pugliesi Abdalla e Thiago Cândido Alves.

Caderno de Educação Física e Esporte - v.16 - n.1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Compreender a Composição Corporal Funcional (CCF) é fundamental para que os profissionais que trabalham com o corpo e o movimento possam entender as alterações que ocorrem no organismo. De um ponto de vista histórico, a análise da Composição Corporal (CC) era organizada em dois compartimentos, sendo eles Massa Gorda (MG) e Massa Isenta de Gordura (MIG). A CCF associa componentes da CC a vias metabólicas, fisiológicas e bioquímicas, verificando a influência do movimento e proporcionando ao profissional o entendimento básico da CC através dos diferentes modelos de níveis compartimentais e métodos, com vistas a um entendimento mais efetivo por parte deste. Estudos têm evidenciado a relação entre CC desejável e a saúde dos indivíduos. Portanto, o objetivo foi realizar uma breve revisão da literatura sobre CCF e compreender sua influência no organismo, articulada ou não à prática de atividade física (AF). O presente estudo foi realizado a partir de uma revisão narrativa acerca do tema CCF. Como conclusão, a CC é capaz de influenciar o funcionamento do corpo humano e, atualmente, pode ser analisada em cinco níveis. Quanto mais sofisticada a sua quantificação, melhor é o entendimento sobre sua relação com a variação da condição de saúde do organismo (estado nutricional, metabolismo e patologias). O exercício pode beneficiar a CC, mantendo e aumentando os componentes que influenciam positivamente a saúde.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/17570

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.