Concepção e Validação do Protocolo de Observação de Aula (poa) do Programa Segundo Tempo

Por: , , José Luiz Lopes Vieira, Luciane Cristina Arantes da Costa, Marcelo Silva Cardoso, Maria Jullyanne Cavalcanti de Brito, e Vinicius de Oliveira Damasceno.

Revista da Educação Física - UEM - v.28 - n.1 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Na oferta de uma educação esportiva de qualidade, o Programa Segundo Tempo (PST) teve a clareza de que um programa para funcionar em escala nacional deveria, além de construir padrões teóricos e metodológicos mínimos para fornecer ensino esportivo de qualidade, implementar um modelo de avaliação para medir a qualidade do ensino oferecido. Desse modo, o objetivo do presente estudo foi conceber o Protocolo de Observação de aula (POA), bem como estabelecer sua validade de face e de conteúdo. Para a construção do instrumento foram observadas as seguintes etapas15,: a. revisão dos documentos que fundamentam o PST; b. reuniões e consultas as equipes pedagógicas; c. construção da definição operacional; d. construção dos itens; e. estudo piloto (Índice de Concordância entre os observadores ao avaliarem a mesma aula). De uma forma geral, não foram encontradas divergências entre as equipes quanto a relevância dos itens e seus ponderamentos. Além disso, a aplicação piloto apresentou Índice de Concordância de 0,71 ± 0,22. Desse modo, o POA se mostrou consistente e um excelente balizador para medir a qualidade de entrega das aulas do PST nos núcleos.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/39949

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.