Concordância e Correlação Entre Três Métodos Distintos Para Quantificação da Altura do Salto Vertical

Por: Caroline Tosini Felicissimo, Cesar Alexandre Cardoso Jacinto, , Luciano Allegretti Mercadante, Marcio Vianna Prudêncio e .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.29 - n.1 - 2015

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo teve como objetivo analisar a correlação e concordância entre três diferentes métodos para quantificação da altura do salto vertical: cinta de Abalakov (AB), tapete de contato (TC) e videogrametria (VG). Treze atletas de vôlei do sexo feminino. Realizaram três saltos verticais máximos com contramovimento sem o auxílio dos membros superiores. Os três métodos mediram a altura do salto simultaneamente. Foram realizados os testes de correlação de Pearson (r) entre cada par de métodos (AB x TC, AB x VG e TC x VG). Por fim, a concordância entre cada par de métodos foi avaliada através da análise gráfica de Bland e Altman. A menor correlação encontrada (r = 0,77; p < 0,01) ocorreu entre os métodos de VG e AB, enquanto que a maior correlação encontrada (r = 0,92; p < 0,01) ocorreu entre os métodos de VG e TC. Não houve concordância satisfatória entre os valores encontrados para os diferentes métodos, sugerindo que profissionais da área tenham cautela na comparação entre resultados de altura do salto vertical obtidos por diferentes métodos.

Endereço: https://doi.org/10.1590/1807-55092015000100025

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.