Condução em Trilhas de Unidades de Conservação: o Profissional de Educação Física e as Atividades de Aventura em áreas Naturais

Por: , Marcial Cotes, Tayná Iha e Vinicius Zielmann Brasil.

XVII Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Introdução

As atividades na natureza, notadamente trilhas em áreas naturais, implicam o saber se movimentar e, ao mesmo tempo, a percepção do ambiente natural (PAIXÃO et al., 2011). Além de requerer uma complexa relação que abarca os sentidos da visão, audição, tato, olfato e paladar, as trilhas também exigem raciocínio e astúcia na construção de uma linha por meio dos pontos observados. Assim, o primordial neste percurso não é aonde essa linha construída conduz, mas todos os sentidos percebidos durante este caminhar, que possibilitam a aderência de vários pontos na formação de uma linha contínua da vida ou uma educação dos sentidos (INGOLD, 2007)

Endereço: http://cev.org.br/biblioteca/cuidar-da-casa-comum-da-natureza-da-vida-da-humanidade-oportunidades-e-responsabilidades-do-desporto-e-da-educacao-fisica-vol-2/

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.