Confiabilidade da Avaliação de Juízes Por Vídeo dos Elementos Técnicos de Nado Sincronizado

Por: Aylton José Figueira Júnior, Cassio de Miranda Meira Junior, Cláudia Borim da Silva, Kátia Regina Ponciano e Meico Fugita.

Revista Brasileira de Medicina do Esporte - v.24 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Na ginástica acrobática, rítmica e expressiva, o objetivo consiste no desempenho e a pontuação é
atribuída pelos juízes. No nado sincronizado (NS), a banca examinadora é composta por sete juízes que avaliam as figuras e quinze juízes que avaliam rotinas técnica e livre. Sendo assim, o objetivo deste estudo consiste em verificar a confiabilidade dessa estratégia - a avaliação dos elementos técnicos em uma rotina de natação sincronizada via vídeo. Método: O estudo incluiu três atletas de NS com idade entre 17 e 18 anos e dez juízes de nível A e B listados no comitê da FINA com, no mínimo, dez anos de experiência em eventos nacionais e internacionais. Resultados: O coeficiente Alfa de Cronbach foi 0,85 para o T1 (teste) e 0,83 para o T2 (reteste) indicando uma alta consistência interna acima de 0,70. Em relação à concordância entre as pontuações atribuídas em ambos T1 e T2: encontrou-se uma correlação significativa (r: 0,530 p> 0,0005) entre eles, confirmada após a análise de confiabilidade de Bland--Altman (viés: 0,0553334, limite de concordância de 95%: -1,25043 a 1,36110). Conclusão: Os resultados desse estudo sugerem que o vídeo é uma ferramenta confiável para o treinamento dos juízes de NS. Nível de Evidência II; Estudos diagnósticos-Investigação de um exame para diagnóstico.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1517-86922018000300182&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.