Confiabilidade e Validade do Teste de 3 Minutos Máximo

Por: Amadeo Felix Salvador, Fabrizio Caputo, Henrique Cabral Faraco, Rafael Alves de Aguiar, Rafael Penteada e Robert W. Pettitt,.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.40 - n.3 - 2018

Send to Kindle


Resumo

eterminar se a velocidade crítica (CS) e a distância acima da CS (D’), estimadaso pelo teste de três minutos máximo (3MT) é confiável e preditiva de CS e D’ determinada a partir dos modelos lineares.MétodosSete homens (26 ± 5 anos, VO2max:56,6 ± 4,1 ml·kg-1·min-1) completaram um teste incremental em esteira, três tomadas de tempo separadamente para 800, 1.600 e 2.400 m, para determinar CS e D’ e 2 3MTs para estimar CS e D’.ResultadosO primeiro 3 MT (CS = 3,90 ± 0,41 m·s-1, D’ = 176 ± 42m) e o segundo 3 MT (CS = 3,89 ± 0,48 m·s-1, D’ = 183 ± 35m) não foram diferentes. Estimativas do CS (ICC = 0,95, CV = 2,97%) e D’ (ICC = 0,93, CV = 5,12%) a partir de 3 MT eram confiáveis. Os 3 MTs forneceram estimativas válidas de CS (ICC variou de 0,88-0,93, variaram de 0,13 a 0,15ms TE, CV variou de 3,32 a 4,76%); 3 MT subestimou D’ em ∼16%, uma diferença maior de variabilidade teste-reteste.ConclusõesEstimativas CS são válidas e confiáveis. No entanto, a avaliação de D’ a partir do 3MT não pode estimar com precisão a capacidade anaeróbica.

Endereço: http://rbceonline.org.br/pt/reliability-validity-3-min-all-out-running/articulo/S0101328915300482/

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.