Conflitos Vivenciados Por Atletas Quanto à Manutenção da Prática Esportiva de Alto Rendimento

Por: Erika Höfling Epiphanio.

Estudos de Psicologia - v.19 - n.1 - 2002

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste trabalho foi o de investigar os conflitos vivenciados por jovens atletas, quanto à manutenção da prática esportiva como uma atividade prioritária em suas vidas. Este estudo foi desenvolvido a partir da identificação de fatores que indicassem a existência desses conflitos, durante o processo de acompanhamento psicológico desenvolvido com uma equipe feminina de voleibol composta por 17 jogadoras e com 10 atletas de esportes individuais. Os sujeitos tinham em média 18 anos de idade. Os dados acerca do fenômeno psicológico investigado foram coletados ao longo do acompanhamento psicológico realizado com estes atletas, sendo que este processo psicológico teve a duração de no mínimo quatro meses e no máximo dois anos. Foram realizadas intervenções psicológicas semanais com os atletas estudados. Nessas sessões realizaram-se reflexões, tendo o esporte como foco central do trabalho. As sessões eram realizadas individualmente, com a periodicidade de uma sessão de uma hora por semana, com exceção das atletas de voleibol, que faziam uma sessão de grupo por semana e, eventualmente, eram atendidas individualmente. Foi possível identificar, a partir desta pesquisa, que em um determinado momento da vida, é comum que ocorra um conflito com relação ao desejo manifesto pelo esporte. Este conflito pode estar relacionado à ausência de objetivos, falta de perspectiva no esporte e afastamento do prazer inicialmente proporcionado pelo esporte. As renúncias que são necessárias para ser um atleta competitivo também exercem um papel importante na formação desses conflitos. O momento conflitante, normalmente, ocorre na adolescência, devido aos conflitos gerados pelas transformações desta faixa etária. No entanto, é neste momento em que há uma pressão para a efetivação da opção pela vida de atleta, isto em função da carreira esportiva ser uma carreira curta, para indivíduos jovens. Os aspectos acima citados indicam importantes focos de atenção terapêutica para o psicólogo que atua no meio esportivo. Palavras chaves: Psicologia do Esporte, Adolescência, Conflitos Psicológicos.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-166X2002000100002&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.