Send to Kindle


Resumo

A característica central do conhecimento está na fluidez de suas fronteiras. A comunicação facilitada pela curiosidade e pelo desejo de intercâmbio permite que o diálogo flua, ainda que pesquisadores não partilhem do mesmo idioma. Esseera, aliás, um dos desejos de Pierre de Coubertin: tornar o esporte uma linguagem universal, por meio da qual pessoas pudessem dialogar por meio do gesto motor habilidoso, fazendo uso das quadras, campos, piscinas e quadras. Nessa edição de Olimpianos celebramos o internacionalismo proposto desde os primórdios do Movimento Olímpico. Pesquisadores de diferentes partes do mundo, compartilham perspectivas e saberes sobre o Movimento Olímpico contemporâneo e passado, questões sempre atuais como os limites humanos e gênero. Há que se notar que alguns temas permanecem contemporâneos e outros de fato o são. A busca do rejuvenescimento levou o Movimento Olímpico a buscar modalidades que atraiam a atenção do público jovem, e essa buscacomeça já nos Jogos Olímpicos de Tóquio, e com controvérsias. Como olimpizar essas modalidades sem que elas percam sua identidade é talvez um dos maiores desafios.Estão aqui também publicados os resumos do 7º Seminário de Estudos Olímpicos, do Grupo de Estudos Olímpicos, da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo, cujo tema “Legado e desafios dos Jogos Olímpicos” busca contribuir com as discussões sobre os rumos do Movimento Olímpico.Que a busca por direção se reflita nas diferentes esferas olímpicas.

Endereço: http://olimpianos.com.br/journal/index.php/Olimpianos/article/view/34

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.