Consequências das Elites do Atraso no Poder: a Democracia no Brasil e a [des] Esperança Equilibrista, a Destruição das Universidades, a Mídia e o Trabalho Escravo

Por: , Maurício Roberto da Silva e Rogério Santos Pereira.

Motrivivência - v.29 - 2017

Send to Kindle


Resumo

No editorial dessa edição, damos prosseguimento às críticas ao Golpe de Estado que culminou com o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff, assim como vimos fazendo nas edições mais recentes. Adotamos essa posição porque entendemos que é fundamental estudar o golpe à democracia, a partir de um olhar crítico, fazendo, permanentemente, uma radiografia do golpe, enquanto imbróglio anti-civilizatório e antidemocrático que teve início nas manifestações de junho de 2013 e se estende até os dias atuais. Isto significa, no âmbito das pesquisas, em qualquer área do conhecimento, investigar, diuturnamente, o cerco jurídico, político, empresarial e midiático que solapou e continua solapando de nós a democracia e o Estado de Direito1

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/motrivivencia/article/view/2175-8042.2017v29nespp7/35488

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.