Consistência na Recuperação da Bola Como Indicador de Desempenho no Futebol

Por: Farhad Alahvisi, Kourosh Dadkhah e Mohammad Maleki.

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.18 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

No futebol, um ataque começa com recuperação de bola. Por isso, a consistência desse indicador de desempenho pode ser uma das características distintas para o sucesso das equipes de futebol. Este estudo tem como objetivo investigar a consistência da recuperação da bola no desempenho durante um jogo dentro de vários períodos de tempo (6 períodos de 15 min) e zonas (quatro zonas). Empegou-se o software Focus X2 para avaliar 28 partidas das equipes que chegaram às semifinais do mundial da FIFA de 2014 (Alemanha, Argentina, Holanda e Brasil) em termos de frequência de recuperação de bola. No total, foram registados 3,222 desempenhos. Todas as equipes em cada jogo e em toda competição teve a homogeneidade da distribuição de recuperação de bola durante os períodos de tempo (χ23 = 1.597, p = 0,66). Os resultados indicaram que as equipes da Holanda e do Brasil não tinham consistência de desempenho em todas as zonas de campo (χ215 = 31,29, p = 0,008 e χ215 = 37,53, p = 0,001, respectivamente). A maioria das recuperações de bola foi feita na zona defensiva e na zona meio-defensivo. Verificou-se que para um time de futebol ser bem sucedido é necessário distribuição espacial dos jogadores mais experientes no campo, o que leva ao equilíbrio da equipe para ser ofensivo em todas as zonas.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2016v18n1p72

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.