Consórcio Entre Universidades: Renovação e Consolidação de Programas de Pós-graduação

Por: Alexander Klein Tahara, , e Sandro Carnicelli Filho.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Este estudo qualitativo investigou a criação de consórcios entre universidades, como
uma possibilidade de renovação e consolidação de perspectivas da pós-graduação
em Ciências da Motricidade. Para tanto, foi realizada uma busca nos sites da CAPES,
do MEC e de universidades consorciadas, a fim de incrementar novas reflexões. O
número de cursos de pós-graduação em educação física pode ser um indicador da
legitimação do campo das Ciências da Motricidade no Brasil. De acordo com dados
da CAPES, existem 15 programas de pós-graduação stricto sensu no Brasil, sendo
oito de mestrado e doutorado e sete apenas de mestrado. No entanto, estes valores
parecem insipientes, quando comparados ao número dos cursos de graduação nesta
área, os quais contabilizam 590, de acordo com o MEC. Uma possível solução para
amenizar este déficit, seria a abertura de novos programas, mas, para isso, é preciso
uma autorização de ambos os órgãos citados, no caso das faculdades e outros tipos
de IES (instituição de ensino superior). Já as universidades gozam do direito de abrilos sem prévia autorização, necessitando, após a abertura, de um aval dos órgãos
responsáveis. Para o reconhecimento, os requisitos prevêem, infra-estrutura, número
de docentes e técnicos qualificados, projetos integrados de pesquisa e respectivos
objetos de estudo, publicações conjuntas, entre outros. Atualmente, as universidades,
isoladamente, não conseguem atender aos critérios impostos, surgindo na área o
relacionamento entre as IES, referente aos programas de pós-graduação consorciados.
Esta modalidade implica na associação entre duas universidades, possibilitando maior
oferta para regiões carentes destes programas, como é o caso do consórcio entre a
Universidade Estadual de Londrina e a Universidade Estadual de Maringá, visando
ao desenvolvimento dos programas de pós-graduação do Estado do Paraná. Porém,
uma das problemáticas destes consórcios são as divergências entre as universidades,
as quais procuram exercer influências mútuas, colocando entraves, até mesmo, no
campo da ética.Esta reflexão aponta que os consórcios representam uma perspectiva
para solucionar a carência de cursos de pós-graduação na área das Ciências da
Motricidade, necessitando, porém, aperfeiçoado, para que sejam ultrapassadas as
dificuldades imanentes. Sugere-se que novos estudos sejam realizados neste sentido,
inclusive, tendo como base a comparação com os consórcios realizados em outras
áreas de pesquisa e que se mostraram eficaz.

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/69_Anais_p339.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.