Construção das Identidades de Gênero na Infância: os Discursos dos Brinquedos e Brincadeiras

Por: Karine Natalie Barra Godoy.

163 páginas. 2017 13/12/2017

Send to Kindle


Resumo

Esta pesquisa tem o objetivo de analisar como a interação entre as crianças da Creche Comunitária Sorriso de Criança, bem como os significados de gênero, que emergem de brinquedos e brincadeiras na infância, contribuem na construção de suas identidades de gênero. As brincadeiras e os brinquedos fazem parte da cultura infantil e, compreendidos enquanto um sistema simbólico, contribuem para o processo de socialização e de formação de identidades de gênero. Partimos do ponto de vista de que as interações estabelecidas pelas crianças fazem parte do rol de experiências objetivas e subjetivas que vão criando as suas identidades, bem como os papéis sociais de gênero. O estudo caracterizou-se como sendo do tipo etnográfico. A técnica utilizada foi a observação participante para analisarmos a interação entre 15 crianças de uma turma, com idades de 3 e 4 anos, com as educadoras e com os brinquedos e as brincadeiras. Foi possível perceber que as experiências entre as crianças são atravessadas por discursos performativos de gênero. Evidenciou-se nas interações que, mesmo entre as crianças de pouca idade, os papéis de gênero estão muito próximos daqueles vividos pelos adultos que convivem no mesmo contexto social e cultural, e os brinquedos e brincadeiras tendem a reproduzir os papéis de masculinidade e feminilidade normativa, experimentadas em diferentes espaços de interação entre as crianças e entre as crianças e os adultos, tanto da família quanto da Creche Comunitária Sorriso de Criança.

Endereço: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/6448

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.