Construção e Validação da Escala de Preocupações dos Estudantes-estagiários de Bacharelado em Educação Física

Por: Rafael Assalim Vilela.

2015 07/07/2015

Send to Kindle


Resumo

Ao considerar a importância do Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO) quanto à promoção de experiências laborais favorecedoras ao processo de socialização e desenvolvimento profissional em estudantes-estagiários (EE), observa-se escasses de instrumentos que avaliem essa prática em Educação física – Bacharelado (EF-B). Assim, o objetivo desta investigação foi de construir e validar um instrumento psicométrico referente às preocupações dos acadêmicos de EF-B durante o ESO. Para tanto, foram necessárias cinco etapas: A primeira buscou a construção dos itens geradores de preocupações: solicitou-se a 92 EE da Universidade Estadual de Londrina (UEL) que relatassem em um questionário aberto suas principais preocupações durante a realização do ESO. Neste momento empregou-se a Análise de Conteúdo para organização e categorização das respostas. A segunda etapa consistiu na validação do conteúdo dos itens onde 20 professores com experiência em ESO nos cursos de EF-B foram convidados para avaliarem a importância das questões. Utilizou-se como critério o consenso mínimo de 70% entre as respostas “Importante” ou “Muito Importante” para a classificação do item. Após isto, os itens classificados foram submetidos a novos 10 professores com os mesmos pré-requisitos descritos anteriormente para avaliarem as questões conforme a Clareza, Relevância Teórica, Importância e Matriz Analítica. Utilizou-se como critérios de aceitação o consenso médio maior ou igual a 8,0 para os critérios: Clareza, Relevância Teórica e Importância. Além disso, observou-se o consenso mínimo de 70% para a representação do item na Matriz de Análise. A terceira etapa avaliou a reprodutibilidade e fidedignidade do instrumento, onde 92 EE regularmente matriculados nas disciplinas de ESO da UEL em 2013, responderam ao instrumento composto pelas questões que atenderam aos critérios dos especialistas. Neste momento os discentes responderam ao mesmo instrumento em dois momentos distintos através da apliação “teste re-teste” intervaladas por sete dias. A confiabilidade das respostas foi verificada através dos índices de Correlação Instra-Classe, concordância Kappa e a Correlação de Spearman. A quarta etapa buscou a validação do constructo de preocupações, onde 189 EE em EF-B das seis Universidades Estaduais do Paraná responderam ao instrumento composto pelos itens sobreviventes às etapas anteriores. O constrcuto foi validado pelo método de análise de Equações Estruturais, onde a Análise Fatorial dos itens apresentou os valores dos índices indicando a qualidade do ajustamento conforme: X2, X2df, CFI, PCFI, GFI, PGFI, RMSEA e p (rmsea). A quinta etapa avaliou a consistência interna do instrumento através do valor do Alpha de Crombach. O resultado da primeira etapa evidenciou 111 temas geradores de preocupações distribuídos em cinco dimensões: “Consigo”, “Tarefa”, “Impacto da Tarefa”, “Contexto organizacional do Estágio” e “Aprendizagem”. Na segunda etapa, constatou-se que 37 itens atenderam aos critérios de Clareza, Importância, Relevância Teórica e de Avaliação da Matriz de Análise. Na terceira etapa, 29 questões foram consideradas aceitáveis para a composição do questionário pois atenderam aos critérios de fidedignidade reprodutibilidade estipualdos no estudo (Índice de Correlação Intra-Classe igual ou superior a 0,60; Correlação de Spearman valores iguais ou superiores a 0,40 e Índice de concordância Kappa igual ou superior a 0,21). A quarta etapa evidenciou 16 itens que representam um ajustamento adequado conforme os índices da Análise Fatorial: X2:168,105 X2/df:1,762 CFI:0,938 PCFI:0,750 GFI:0,904 PGFI:0,638 RMSEA:0,062 e p (rmsea):0,093. A quinta etapa apresentou um valor do Alfa de Cronbach aceitável (0,87) o que representa que o instrumento construído possui boa consistência interna. Conclui-se que a Escala de Preocupações dos EE em EF-B composta por 16 questões distribuídas em cinco dimensões abordam a atuação do EE no ambiente do ESO e é representada por itens que possuem interação entre si e que possuem propriedades psicometricas satisfatórias para avaliar as procupações dos EE de EF-B.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000202186

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.