Construção e Validação do Conteúdo de Um Programa de Prevenção de Lesão Músculo-esquelético no Esporte: Um Estudo Delphi

Por: Vanda Kretly.

118 páginas. 2005 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

Introdução: Os fatores desencadeantes de lesões no esporte são de interesse dos profissionais que atuam com os praticantes de atividades físicas e esportivas. Um programa preventivo pode conscientizar não apenas o atleta, mas também os profissionais que trabalham com esporte, da importância de minimizar e evitar essas lesões, permitindo o retorno do atleta ao seu treinamento, e mesmo ao seu cotidiano, em um menor prazo e em melhores condições físicas. Objetivos: Construir e validar o conteúdo de um programa de prevenção de lesões músculo-esqueléticas em atletas do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa Marechal Mário Ary Pires (COTP). Verificar a ocorrência de lesões segundo os segmentos corpóreos mais atingidos e as modalidades esportivas, identificar na literatura nacional e internacional quais ações são recomendadas e desenvolvidas para a prevenção de lesão e validar por meio da técnica Delphi junto aos técnicos de Esporte, as ações propostas no programa de prevenção de lesão músculo-esquelética. Método: Estudo do tipo exploratório descritivo e longitudinal, que utilizou as técnicas de estudo de caso, Delphi e análise de conteúdo. Resultados: As lesões músculo-esqueléticas que ocorreram em maior freqüência nos atletas do COTP acometeram joelho (40,7%), ombro (16,3%) e tornozelo (16,3%); as modalidades esportivas praticadas, nas quais identificou-se maior freqüência de lesão músculo-esquelética foram: atletismo (24,5%), futebol (17,2%), handebol (11,0%) e voleibol (11,0%). As ações validadas pelos juízes para o programa de prevenção de lesão músculo-esquelética foram: Preparação física adequada ao nível de competição; Conscientização e determinação do atleta; Estabelecimento de métodos de treinamento físico-tático; Provimento de equipamentos adequados ao esporte; Realização de exercícios específicos da modalidade; Assistência da equipe de saúde: Palestras sobre prevenção de lesão no esporte; Orientação sobre alimentação, sono e repouso; Manutenção do equilíbrio emocional do atleta; Conhecimento, habilidade e ética do técnico. Conclusões: A participação do enfermeiro nas atividades de prevenção apareceu como apoio às atividades do técnico e conseqüentemente ao desempenho do atleta por meio de ações predominantemente educativas. A atuação do enfermeiro no esporte está diretamente relacionada à promoção à saúde e manutenção do bem estar do atleta. Assim, suas intervenções contribuem com resultados práticos e positivos para a atividade do atleta, sendo que para tanto, são necessários a observação, o questionamento, e o adequado relacionamento de dados, com vista à solução de problemas significativos para o atleta em seu campo de ação. 

Endereço: http://pesquisa.bvsalud.org/enfermagem/resource/pt/bde-16561

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.