Send to Kindle


Resumo

Introdução
Embora um bom programa da Educação Física na escola seja de importância fundamental na promoção da atividade física, da saúde e do bem-estar, muitos outros fatores podem afetar a participação dos jovens em um estilo de vida fisicamente ativo; prejudicando o correto desenvolvimento de sua saúde. Entre outros fatores incluem-se: a cultura, a conscientização, os valores, as crenças, o conhecimento, o ambiente, as atitudes, as habilidades, a mídia, a modelação (seria interessante explicar), a vida social, e a influência dos amigos e da família, além da genética e do sistema nervoso central. Assim, até a genética tem seu papel. Peruse et al (1989) analisaram 1610 irmãos que tinham e não tinham relações, e estimaram que a hereditariedade respondia por 29% da atividade física. Além disso, Rowland (1998) recentemente postulou a existência de um centro de controle do gasto energético no sistema nervoso central que pode controlar o nível de atividade física espontânea.
No chamado “Summit de Berlin” em 1999, como nos principais foros do mundo, uma das perguntas básicas é: a) por que se deve promover a educação física entre crianças e adolescentes?

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/issue/view/47

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.