Consumo de Oxigênio na Natação: Diferentes Metodologias e Possibilidades de Aplicação

Por: Carlos Bolli Mota, Flávio Antônio de Souza Castro, Marcos Franken e Ricardo Peterson Silveira.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.18 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

Algumas metodologias têm sido desenvolvidas a fim de permitir a mensuração do consumo de oxigênio (VO2) em condições mais próximas à realidade do atleta de natação. Dentre essas, podem ser citadas a utilização do swim flume, tethered swimming, retro-extrapolação a partir da recuperação, ergômetro de braço e perna e natação com coleta durante o nado. O objetivo deste estudo é abordar diferentes metodologias para obtenção de valores de VO2 na natação, ressaltando alguns dos principais estudos realizados nesta área até então. As palavras-chave utilizadas para procura dos estudos foram: oxygen consumption, swimming, training, nas bases Scopus, Capes, Lilacs, Springerlink e Scielo. Demonstrou-se que não existem diferenças na obtenção do VO2 entre os métodos de retro-extrapolação a partir da recuperação, natação livre, swimming-flume, tethered-swimming e ergômetro de braço. Mesmo assim, é extramamente difícil uma estimativa válida para os valores de VO2 em natação. No entanto, considerando a determinação do VO2 em natação livre via equipamento com coleta breath-by-breath, possivelmente o método mais adequado seja este, contudo o arrasto produzido pelo equipamento precisa ser melhor investigado.

Endereço: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/1633

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.