Contexto Motivacional da Educação Física Escolar da Cidade de Maputo : Um Olhar à Luz da Teoria Bioecológica

Por: Selso Ananias Sitoe.

142 páginas. 2017 17/02/2017

Send to Kindle


Resumo

Resumo: O objetivo deste estudo foi analisar o contexto motivacional de escolares do ensino secundário da cidade de Maputo-Moçambique para a prática das aulas de Educação Física, sustentado pela Teoria Bioecológica de Bronfenbrenner (1995). Participaram 789 alunos de ambos os sexos, com idades entre 13 e 18 anos, de três escolas secundárias da cidade de Maputo e 7 profissionais de Educação Física (3 professores e 4 dirigentes). Como instrumentos foram utilizados: ficha de caracterização, Escala de Satisfação das Necessidades Psicológicas Básicas – BPNES, Questionário de Regulação Motivacional do Comportamento na aula de Educação Física – PLOC e uma entrevista semi-estruturada. Para a análise dos dados utilizou-se o teste Kolmogorov-Smirnov, “U” de Mann-Whitney (p≤0,05) e a análise de conteúdo do tipo categorial. Os resultados evidenciaram que o contexto sociocultural da Educação Física foi marcado por dois períodos históricos, no primeiro (1927 a 1974) ocorreu o estabelecimento das bases para a estruturação da Educação Física vigente em Moçambique; no segundo (1975 a 2016) foram identificadas quatro fases distintas, nas quais observou-se (1) o desenvolvimento de políticas e programas específicos para a área de Educação Física; (2) o enfraquecimento da estrutura da Educação Física e das interações interculturais dos escolares; (3) a criação da primeira faculdade de Educação Física do país e (4) a valorização social e escolar da Educação Física. Quanto aos atributos pessoais, no geral, evidenciou-se maiores níveis de motivação autodeterminada (Intrínseca e Identificada); os escolares do primeiro ciclo e do sexo masculino apresentaram maior índice de autodeterminação (p<0,01) e os principais fatores motivacionais foram a identificação com os objetivos da aula e o interesse pela aula. Na interpretação da motivação dos alunos em função do contexto, verificou-se que o governo de Moçambique desenvolveu políticas públicas, capacitação de professores, implementação de um novo regulamento de avaliação e campeonatos esportivos escolares para fomentar a motivação dos alunos; os professores promoveram palestras sobre a importância da Educação Física e os pais incentivaram os alunos a participar das aulas. Assim, conclui-se que algumas características (campeonatos esportivos escolares, regulamento de avaliação, palestras dos professores e incentivo dos pais) do contexto sociocultural de Maputo determinaram a motivação dos escolares nas aulas de Educação Física. 

Endereço: http://nou-rau.uem.br/nou-rau/document/?code=vtls000225192

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.