Continuidade da Atividade Física na Coorte de Nascimentos de 1982 de Pelotas

Por: Bernardo Lessa Horta, David Sibbritt, Denise Petrucci Gigante e Mario Renato Azevedo.

Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde - v.16 - n.2 - 2011

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar a associação entre a prática de atividade física no lazer aos 15 e 19 anos e o nível de atividade física no lazer aos 23 anos. Em 1982, todos os nascimentos hospitalares ocorridos em Pelotas, cujas famílias moravam na zona urbana da cidade, foram identificados e tem sido acompanhados. Em 1997 (15 anos) e 2001 (19 anos),uma amostra da coorte foi avaliada, enquanto que em 2004-5 todos os membros do estudo foram procurados. A prática de atividades físicas foi investigada nos três acompanhamentos. Entre os 1076 indivíduos avaliados no ano de 1997, 928 forneceram dados sobre a atividade física no lazer também em 2001 e 2004-5. Aos 23 anos, a proporção de indivíduos ativos no lazer foi de 37,3% (atividade física ≥150 minutos/semana). Após controle para variáveis demográficas e socioeconômicas, a razão de prevalências para ser ativo aos 23 anos foi 4,49 (IC95% 1,79-11,21) e 2,49 (IC95% 1,41-4,40) entre homens e mulheres, respectivamente, entre indivíduos considerados ativos aos 15 e 19 anos em comparação aos inativos em ambos os acompanhamentos. Adolescentes ativos são mais propensos a serem ativos no início da idade adulta.

Endereço: http://www.sbafs.org.br/_artigos/449.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.