Contribuições Teóricas e Metodológicas da História Conceitual Para os Estudos do Lazer

Por: Flávia da Cruz Santos.

Licere - v.22 - n.1 - 2019

Send to Kindle


Resumo

Considerando que a definição de lazer ainda é uma questão para os estudiosos que se dedicam a este tema, este trabalho intenciona apontar a proposta teórico-metodológica da história dos conceitos, do historiador alemão Reinhart Koselleck (2006), como possibilidade teórica e metodológica para a melhor elaboração conceitual desse fenômeno. Koselleck (2006) evidencia a necessidade de diferenciação entre um conceito científico e um conceito empírico, e indica os procedimentos metodológicos para a construção de cada um deles. Sua proposta consiste em reconstituir uma mostra dos usos do conceito, realizados pelos atores de um determinado contexto, o que inclui a palavra que o nomeia, mas a ultrapassa, incluindo seu significado histórico. O que nos permitirá compreender o lazer ao longo do tempo e, assim, defini-lo melhor nas investigações contemporâneas que realizamos do passado. Nos permitirá, ainda, verificar a capacidade heurística do atual conceito de lazer, analisando o seu alcance temporal e a validade de suas balizas.

Endereço: https://periodicos.ufmg.br/index.php/licere/article/view/12325

Tags: Nenhuma cadastrada :(

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.