Controle da Intensidade Progressiva de Exercícios Localizados em Mulheres Idosas Por Meio da Percepção Subjetiva de Esforço (borg)

Por: Claudio de Oliveira Assumpção.

Revista da Educação Física - UEM - v.19 - n.1 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo foi controlar a intensidade de um programa de exercícios localizados destinados a mulheres idosas por meio da escala de Borg. Foram selecionadas 16 idosas (65,5±3,6 anos), inscritas no Centro de Educação Física, Esporte e Recreação da ESALQ-USP. O treinamento proposto foi desenvolvido em 24 sessões durante 12 semanas. As voluntárias foram submetidas a um programa de treinamento planejado, programado e segmentado em períodos (periodizado). Para comparação da performance foram utilizados protocolos validados, como o questionário internacional de atividade física e a escala de Borg. Os dados foram coletados nos momentos de 30 e 60 minutos de cada sessão para detectar a percepção subjetiva do esforço por parte das participantes. Os resultados foram expressos como média dos valores do esforço percebido pelas voluntárias nos momentos 30 min e 60 min das sessões de treino durante o macrociclo de treinamento e sugerem que o método utilizado demonstrou ser efetivo para a detecção da mudança na intensidade percebida pelas participantes em cada fase do treinamento. Pode-se afirmar que a utilização da escala de Borg é importante para o controle da intensidade e da progressão da sobrecarga de exercícios em idosas.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/4312/2914

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.